Enfermeira Sabrina Grassi da Vigilância Epidemiológica do município revela que indícios de febre amarela são fortes em animal encontrado morto no Morr

22 de Janeiro de 2020
Macaco morto em Timbó com forte suspeita de febre amarela

Um macaco foi encontrado morto no último final de semana na região do Morro Azul em Timbó com forte suspeita de febre amarela. De acordo com Sabrina Grassi, enfermeira da Vigilância Epidemiológica do município, quando o veterinário foi retirar as vísceras do animal "ele estava todo amarelado por dentro [...], com algumas manchas, o que é bem característico da febre amarela".

Ainda de acordo com a enfermeira, a análise oficial será feita por laboratórios de Florianópolis ou Curitiba, o que pode levar até 60 dias para se obter o resultado final.

Também nos municípios vizinhos, outros macacos foram encontrados mortos neste ano com suspeita de febre amarela: 10 em Pomerode, 7 em Blumenau, 1 em Indaial, 1 em Rodeio. Em todo o estado, já são 64 macacos encontrados mortos com suspeita da doença, somente em 2020, segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (DIVE/SC).

Vale lembrar que os macacos não transmitem a febre amarela a humanos, mas somente são vítimas e trazem indícios de que a doença pode estar circulando na região.

Imagem; DIVE/SC

Confira a entrevista completa com a enfermeira Sabrina Grassi.