Caso Luna - Relho para domar cavalo pode ter sido usado para agredir menina em Timbó
10 de Maio de 2022


...

relho é uma espécie de chicote.

As informações adicionais sobre o caso foram detalhadas na manhã desta terça-feira (10), durante uma coletiva de imprensa.

Segundo o delegado André Beckmann um relho feito com galhos de árvore foi apreendido na casa onde a vítima morava com a mãe, o padrasto e as irmãs durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão.

O investigador informou que o inquérito está aberto, o prazo para conclusão é no fim desta semana, porém a polícia não descarta pedir mais 30 dias.

Segundo as investigações, a família teria proibido Luna e a irmã mais nova de irem à escola porque a menina teria arrumado o namorado lá. Segundo Dr. André Luna ia para escola com roupas escuras, para esconder as agressões. As faltas se estenderam por todo o mês de abril. Segundo a Secretaria de Estado da Educação a escola onde Luna estudava havia comunicado o Conselho Tutelar em 5 de abril sobre a infrequência da estudante na escola. 

No dia 22 de Abril a reportagem da rádio cultura recebeu através de uma nota enviada por email, uma nota enviada pelo Conselho Tutelar:

Nota de Esclarecimento: 

 

Sobre o fato ocorrido com a menor L. N. B. G., informamos que a escola nos enviou o registro de evasão escolar da menor no dia anterior ao ocorrido, ou seja, em 12/04/2022 e, no dia seguinte notificamos a família para comparecer na escola e justificar as faltas. 

 

Importante salientar que no Conselho Tutelar de Timbó NÃO HAVIA NENHUM HISTÓRICO DE DENÚNCIA POR MAUS TRATOS feito pela comunidade, nem tampouco, do seu comportamento, feito pela escola. 

 

Frisa-se que serve o Conselho Tutelar é um órgão encarregado de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. E, sempre que se perceba uma situação de risco como por exemplo: agressão física, verbal, psicológica, negligência ou abuso sexual envolvendo criança ou adolescente, o Conselho Tutelar deve ser acionado. 

 

A denúncia é anônima, não há obrigatoriedade de se identificar. O número do conselho tutelar 3380-7180 ou Disque 100.