NOTÍCIAS


STJ mantém decisão e encaminha motorista de Jaguar ao Tribunal do Júri

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a sentença de pronúncia e confirmou júri popular para Evanio Wylyan Prestini, o motorista acusado de provocar um acidente fatal enquanto dirigia seu Jaguar embriagado, em 2019, na BR-470, em Gaspar, resultando em duas mortes.

Isso significa que o caso será avaliado por um grupo de jurados representando a sociedade, em vez de ser julgado apenas por um juiz em um gabinete.

O Ministério Público acusa Prestini de ter causado intencionalmente dois homicídios e de ter tentado cometer mais três homicídios – todos considerados casos de dolo eventual. O motorista, dirigindo um Jaguar sob efeito de álcool, invadiu a pista contrária na BR-470, colidindo com outro carro onde estavam as vítimas. Duas jovens, Suelen Hedler da Silveira (21 anos) e Amanda Grabner Zimmermann (18 anos), perderam a vida no acidente.

Prestini buscava uma revisão das acusações, desejando que os homicídios intencionais fossem reclassificados como culposos, assim como as tentativas de homicídio fossem consideradas como lesões corporais culposas no trânsito. No entanto, a decisão colegiada do STJ manteve a sentença de pronúncia, indicando que o caso seguirá para o julgamento pelo Tribunal do Júri conforme inicialmente determinado.




17/08/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
BATIDÃO DA CULTURA