NOTÍCIAS


Após controvérsias, Governo Federal anula leilão para compra de arroz

Após o polêmico resultado das empresas vencedoras do certame para importação de arroz, o governo federal decidiu anular o leilão que havia arrematado 263,7 mil toneladas de arroz ainda no dia de ontem, terça-feira (11).

Em meio às controvérsias, o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, pediu demissão após denúncias apontarem o envolvimento da corretora de um ex-assessor, que é sócio do seu filho, no processo de leilão. O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, confirmou que Geller será exonerado do cargo.

A polêmica decorreu após análise das empresas vencedoras do leilão. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) constatou que as empresas vencedoras do leilão não tinham capacidade para cumprir com a entrega do arroz importado.

Entre as empresas vencedoras, figuravam um mercado de bairro em Macapá e uma sorveteria em São Paulo, por exemplo. Apenas uma das vencedoras, a Zafira Trading, pertencia ao ramo de importação de alimentos.

Um novo leilão será realizado, embora ainda não haja uma data definida. O ministro Carlos Fávaro anunciou que a Advocacia-Geral da União (AGU) auxiliará na elaboração do novo edital para garantir mais transparência no processo. “Estamos trabalhando para que o próximo leilão seja conduzido com maior rigor e clareza, assegurando a capacidade das empresas participantes”, afirmou Fávaro.

Imagem: Agência Brasil




12/06/2024 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
BATIDÃO DA CULTURA