NOTÍCIAS


Cidade de Santa Catarina registra maior número de óbitos por dengue no Brasil em 2023

Joinville, o maior município de Santa Catarina, se tornou a cidade do Brasil com o maior número de mortes por dengue em 2023. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde em 25 de julho, o boletim mais recente indica que 33 óbitos foram registrados no município, localizado no Norte do estado.

O total de casos de dengue em 2023 já ultrapassou o número registrado em todo o ano anterior em Santa Catarina. De acordo com o balanço divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), até 24 de julho, foram notificados 96.040 casos, em comparação com 83.276 casos no ano anterior.

Em 2023, o estado confirmou 89 mortes por dengue, e seis outros casos ainda estão em investigação. Ao longo do ano de 2022, 90 pessoas em Santa Catarina perderam a vida devido à doença. A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Com a divulgação do balanço, o diretor da Dive, João Augusto Brancher Fuck, fez um alerta à população, recomendando que aqueles que apresentarem sintomas procurem atendimento médico.

Medidas de combate à dengue em Joinville incluem ações permanentes, como visitas de agentes de endemias às residências. Além disso, profissionais realizam inspeções em pontos estratégicos da cidade, como ferros-velhos e centros de reciclagem, que podem representar maiores riscos.

A médica infectologista Sabrina Sabino explicou que o aumento dos casos confirmados e da gravidade da doença no município pode ser atribuído a diversos fatores, incluindo as mudanças climáticas enfrentadas pela região Sul.

Sintomas comuns da dengue incluem febre alta (acima de 38°C), dor no corpo e articulações, dor nos olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina divulgou orientações para evitar a proliferação do mosquito:

  • Evitar usar pratos nos vasos de plantas; se utilizá-los, colocar areia até a borda;
  • Guardar garrafas com o gargalo virado para baixo;
  • Manter lixeiras tampadas;
  • Manter depósitos de água sempre vedados, sem aberturas, principalmente as caixas d’água;
  • Evitar o cultivo de plantas como bromélias, pois acumulam água;
  • Tratar a água da piscina com cloro e limpá-la uma vez por semana;
  • Manter ralos fechados e desentupidos;
  • Lavar com escova os potes de comida e água dos animais no mínimo uma vez por semana;
  • Retirar a água acumulada em lajes;
  • Dar descarga no mínimo uma vez por semana em banheiros pouco usados;
  • Manter fechada a tampa do vaso sanitário;
  • Evitar acumular entulho, pois pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;
  • Denunciar a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;
  • Caso apresente sintomas de dengue, febre de chikungunya ou vírus da zika, procurar uma unidade de saúde para atendimento.



31/07/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
TARDE ALEGRE