NOTÍCIAS


Corpo de mulher desaparecida há 10 meses é achado enterrado no quintal da própria casa em SC

O corpo de Jaqueline da Rosa de Oliveira, de 38 anos, foi encontrado enterrado no terreno da casa em que morava, em Tubarão. A mulher estava desaparecida há cerca de dez meses e até então era tratada como vítima de sumiço. No entanto, a Polícia Civil, que agora investiga o caso como feminicídio, encontrou indícios que levaram ao principal suspeito: o ex-marido da vítima, um homem de 37 anos.

O desaparecimento de Jaqueline foi registrado por familiares no início do ano e ganhou atenção das autoridades em junho, quando a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão assumiu o caso. Os parentes, inicialmente, relutaram em registrar o sumiço, imaginando que ela tivesse fugido com o ex-marido, que na verdade estava internado em uma clínica de reabilitação na época.

O ex-marido, que já tinha medidas cautelares devido a casos de violência doméstica, tornou-se o principal suspeito desde o início das investigações. Com base nas provas encontradas, a DIC solicitou sua prisão temporária, e ele foi localizado em Laguna, também no Sul de Santa Catarina, na manhã em que o corpo foi descoberto. Inicialmente, ele negou qualquer envolvimento no desaparecimento de Jaqueline, mas, confrontado com as evidências, confessou ter enterrado o corpo da ex-mulher no quintal da casa onde viveram juntos.

O suspeito afirmou que a vítima morreu após consumirem drogas juntos, alegando que ela sofreu um mal súbito. Por estar desesperado, ele admitiu ter decidido enterrá-la no quintal. Contudo, o corpo de Jaqueline foi encontrado em estado esqueletizado, com sinais de esquartejamento e queimaduras, o que reforça a suspeita das autoridades de que o crime seja um caso de feminicídio. Um laudo pericial ainda está sendo aguardado para confirmar essa hipótese.

Além da Polícia Civil, a Polícia Científica e o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) também estiveram presentes nas buscas no quintal da casa. O ex-marido foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão, onde ficará à disposição do Poder Judiciário enquanto as diligências do caso são concluídas.




05/07/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
VOZ DO BRASIL