NOTÍCIAS


Governo decreta estado de emergência zoossanitária em todo o país

O governo do país decretou estado de emergência zoossanitária por 180 dias devido ao aumento no número de casos de influenza aviária. A decisão foi oficializada em uma edição extra do Diário Oficial publicada na noite de segunda-feira (22).

O número de casos subiu de cinco para oito. Até o momento, não foram identificados casos em humanos, mas a ocorrência em aves silvestres já foi registrada em dois estados: Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Com a declaração do estado de emergência, o governo tem mais recursos para agir e controlar a disseminação do vírus.

A portaria permite ações conjuntas entre o Ministério da Agricultura e outras pastas. Além disso, autoriza o governo federal a fornecer recursos e ajudar os estados nas medidas de contenção.

De acordo com o Ministério da Agricultura, o Brasil ainda mantém o status de “livre de influenza aviária” porque os casos não afetaram a produção comercial.

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF/ES) e a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Rio de Janeiro (SEAPPA/RJ) informaram no fim de semana que estão adotando os procedimentos técnicos necessários em resposta aos novos casos, complementando as ações de comunicação e vigilância que já estavam sendo realizadas desde a detecção dos primeiros casos no Espírito Santo, em 15 de maio de 2023.

A doença não é transmitida pelo consumo de carne de aves ou ovos. As infecções humanas pelo vírus da influenza aviária ocorrem principalmente pelo contato direto com aves infectadas, vivas ou mortas.

As autoridades solicitam que a população entre em contato com o serviço veterinário local ou notifique por meio do e-Sisbravet ao identificar aves doentes, e que evite o contato com elas.

 



23/05/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
ALEGRIA DA CIDADE