NOTÍCIAS


Japão suspende importação de aves de Santa Catarina após foco de gripe aviária

 Nesta segunda-feira (17), o Japão decidiu suspender temporariamente a importação de aves provenientes de Santa Catarina, devido à confirmação de um caso de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (H5N1) no estado. O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) informou que o surto foi identificado em Maracajá, região Sul do estado.

De acordo com o Mapa, o caso foi confirmado em uma ave doméstica criada para consumo próprio, que vivia em uma propriedade que também abrigava diferentes espécies, como galinhas, gansos, patos e perus. Como medida de precaução, a propriedade foi interditada e todas as aves foram abatidas.

O Mapa esclareceu que as aves afetadas eram criadas soltas e não destinadas à produção comercial de produtos avícolas. O governo de Santa Catarina ressaltou que não há registros da doença na produção comercial do estado.

Em resposta à suspensão, o Mapa anunciou que enviará uma delegação ministerial para Tóquio, na próxima semana, a fim de discutir o caso com autoridades japonesas. O governo brasileiro assegurou que esse incidente não compromete o status do Brasil como país livre de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP).

Vale ressaltar que, no final de junho, o Japão já havia suspendido a importação de aves do Espírito Santo após o estado registrar um caso de H5N1 em uma ave destinada ao consumo próprio.

A Secretaria de Estado da Agricultura implementou imediatamente medidas sanitárias em conformidade com os protocolos internacionais para eliminar o foco da doença. Além disso, foram intensificadas ações de educação sanitária, vigilância e investigação epidemiológica nas propriedades rurais da região afetada, de acordo com o governo estadual.

A Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina) orienta que qualquer sinal clínico de Influenza Aviária em aves, de qualquer espécie, seja comunicado imediatamente.

 

*Imagem ilustrativa




18/07/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
TARDE ALEGRE