NOTÍCIAS


Jovem timboense morre após ser infectada por bactéria agressiva em acne no rosto: entenda o perigo do Staphylococcus aureus

A tragédia que abalou a cidade de Timbó nesta semana, quando a jovem universitária, Dâmilly Beatriz da Graça, de 18 anos, faleceu devido a uma infecção generalizada causada por uma bactéria extremamente agressiva. A bactériafoi identificada como Staphylococcus aureus, conhecida por sua resistência a antibióticos comuns, como meticilina e penicilina.

De acordo com relatos de sua mãe, Daniela Veiga, a infecção teve origem em uma acne presente no rosto da jovem. A bactéria entrou no organismo através dessa lesão cutânea, disseminando-se rapidamente e resultando em falência múltipla dos órgãos. Dâmilly foi prontamente encaminhada para o Hospital Santa Isabel, onde recebeu cuidados intensivos, porém, infelizmente, seu estado de saúde se deteriorou rapidamente e ela não resistiu.

 

Em entrevista com o doutor José Amaral, ele explica que a Staphylococcus aureus é uma bactéria comumente encontrada na pele de até 20% da população mundial. Na maioria dos casos, ela não causa nenhum problema de saúde. No entanto, em situações raras, quando a bactéria penetra em feridas, hematomas ou cortes e alcança a corrente sanguínea, pode desencadear uma infecção generalizada que evolui rapidamente e pode levar à morte em poucas horas.

A infecção por Staphylococcus aureus pode se assemelhar a um quadro de meningite, tornando seu diagnóstico difícil. A bactéria leva tempo para se multiplicar nas culturas laboratoriais, o que dificulta a identificação precisa. Os sintomas da infecção incluem rigidez de nuca, náuseas, vômitos e crises convulsivas. O Staphylococcus aureus é uma das espécies de estafilococos mais perigosas. Médicos de emergência e infectologistas têm receio de lidar com esse tipo de bactéria devido à sua agressividade e à batalha intensa entre a vida e a morte que ela pode desencadear.

Medidas de prevenção são essenciais para evitar a infecção por Staphylococcus aureus. Higienizar as mãos regularmente e evitar coçar feridas, machucados ou espinhas são ações simples que podem fazer a diferença. Em casos mais graves, o tratamento envolve o uso de antibióticos, como um derivado da penicilina. No entanto, devido à rápida evolução da infecção e à dificuldade de diagnóstico precoce, a gravidade do Staphylococcus aureus é um sério desafio médico.

A morte prematura de Dâmilly deixou a comunidade abalada. A jovem estudava Biomedicina na Furb e era considerada uma aluna dedicada. A instituição lamentou profundamente a perda da estudante, que era filha única e havia se mudado de Timbó para Blumenau no início do ano para cursar a faculdade. 

 

Assista a entrevista com o médico infectologista dr José do Amaral na íntegra:




16/06/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
BATIDÃO DA CULTURA