NOTÍCIAS


Justiça autoriza que suspeito de degolar esposa e filho passe por exame de sanidade mental.

A Justiça aceitou o pedido da defesa de Kelber Henrique Pereira para que ele passe por exame de sanidade mental. A solicitação foi feita na quinta-feira (17), e se baseou no prontuário médico do suspeito, que tentou se matar dentro da prisão. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) deu parecer favorável ao pedido, deferido pela justiça.

Entretanto, a justiça recusou o pedido de que Kelber fosse transferido para hospital psiquiátrico e passasse por acompanhamento em Centros de Atenção Psicossocial.

O advogado Rodolfo Warmeling explica que o processo está suspenso até a realização do exame de sanidade.

Conforme apuração da repórter Natiele Oliveira, o advogado de defesa não acredita que o exame ocorra ainda em 2023. “A prova é importante para a elucidação do processo, não somente para a defesa”, explicou o jurista.

Segundo pedido de exame de sanidade

O homem é acusado de matar a esposa, Jéssica Ballock, e o filho de três meses. O crime ocorreu em julho, em Blumenau. O deferimento vem após o segundo pedido de exame de sanidade feito pela defesa, que teve decisão negativa há dois meses, pois a justiça considerou não haver elementos que tragam dúvida sobre a saúde mental do acusado.

Após a tentativa de tirar a própria vida, Kelber chegou a ser hospitalizado. “Tem todo histórico dele enquanto paciente. Ele tentou suicídio recentemente, e está tomando medicamento controlado”, explica o advogado.

Primeiro pedido de exame de sanidade mental

Ao sustentar o primeiro pedido, a defesa entendeu que para garantir o acesso a todos os meios de provas e de ampla defesa, era necessário o exame para verificar patologia ou transtorno de bipolaridade e verificar de Kelber tinha plena consciência do crime praticado.

Além disso, segundo o advogado, o exame toxicológico foi requerido diante das afirmações de que Kelber seria usuário em cocaína, e que no dia do crime, teria consumido uma quantidade exagerada de drogas.

Relembre o caso

Jessica Mayara Ballock e o seu filho de três meses foram encontrados mortos dentro de um apartamento no bairro Velha, em Blumenau, na segunda-feira (25). O atual companheiro da vítima foi identificado como o principal suspeito.

A Polícia Militar foi acionada e localizou os corpos no final da manhã. O corpo da mulher estava no chão do apartamento e o do bebê de três meses na cama. Segundo a PM, as vítimas teriam sido degoladas entre a noite de sábado (23) e a manhã de domingo (24).

Homem grava vídeo confessando que matou esposa e filho degolados

O suspeito gravou um vídeo confessando o crime. Nas imagens, ele conta que no sábado (23) foi à casa do sogro, pai de Jéssica, para um churrasco, e lá consumiu bebida alcoólica, o que não fazia há meses. E que diante disso, sentiu vontade de usar droga.

Além disso, o homem diz que não se lembra do que aconteceu, mas afirmou que assassinou a mulher e o filho. E que após o crime, pensou em levar o outro filho do casal, um menino de um ano e nove meses, para a casa da avó, em Minas Gerais.

Via SCC10




23/11/2022 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
ENCONTRO DA NOITE