NOTÍCIAS


Mais de 4,6 milhões de pessoas estão com as doses da vacina contra a Covid-19 atrasadas em Santa Catarina.

Mais de 4,6 milhões de pessoas estão com as doses da vacina contra a Covid-19 atrasadas em Santa Catarina. Os dados, divulgados nesta segunda-feira (21) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), são referentes à segunda dose e às doses de reforço e geram um alerta em meio ao aumento no número de casos da doença por conta da variante BQ.1.

Segundo os dados, 658.444 pessoas estão com a segunda dose atrasada. Dessas, 122.821 são da AstraZeneca, 212.255 da CoronaVac e 324.665 da Pfizer. Em Santa Catarina, 89,10% da população vacinável completou o esquema primário (primeira e segunda dose da vacina).

Já em relação a primeira dose de reforço, 2.707.822 catarinenses estão com a vacina atrasada. Podem tomar o imunizante pessoas acima de 12 anos e que tomaram a segunda dose há quatro meses. Já 1.285.822 pessoas — acima de 40 anos — ainda não retornaram para tomar a segunda dose do reforço, de acordo com a Dive.

Conforme a diretoria, os municípios têm registrado aumento na procura por vacinas nos últimos dias. O Estado, inclusive, ressaltou a importância da vacinação para evitar casos graves da Covid-19, principalmente entre os grupos de risco, após a confirmação dos primeiros casos da variante na última semana.

Na sexta-feira (18), Santa Catarina iniciou a vacinação de bebês a partir de seis meses contra a Covid. Cerca de 11 mil doses foram distribuídas aos municípios catarinenses. O público estimado para a vacinação nessa faixa etária é de 244.674 bebês e crianças. Isso significa que apenas 4% dessas crianças serão vacinadas em Santa Catarina em um primeiro momento.

Para administrar a pouca quantidade de doses, a Secretaria de Estado da Saúde decidiu que a vacinação será escalonada por faixa etária, dos menores para os maiores, exceto em caso de comorbidades.

Fonte – (Nsc Total – Luana Amorim)




22/11/2022 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
TARDE ALEGRE