NOTÍCIAS


Ministro da Previdência anuncia 'pente-fino' em 800 mil benefícios temporários

O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, anunciou nesta sexta-feira (5) que o governo iniciará uma revisão minuciosa dos benefícios previdenciários temporários, como o auxílio-doença, a partir de agosto deste ano.

Ele explicou que essa revisão deveria ocorrer a cada dois anos, mas, no caso dos benefícios temporários, não é realizada desde 2019.

O objetivo é verificar a validade dos benefícios que estão em vigor há mais tempo. Segundo o ministro, nem todos os beneficiários serão convocados para uma perícia presencial, já que alguns casos serão resolvidos apenas com o cruzamento de dados cadastrais.

Lupi destacou que não haverá convocação automática de todos os beneficiários para essa revisão, pois isso geraria filas nos postos de atendimento. O processo será gradual.

A meta do governo é liberar espaço no orçamento para os gastos discricionários dos ministérios, que estão sendo pressionados pelo limite do arcabouço fiscal, a nova regra para as contas públicas. Em maio deste ano, de acordo com dados do Ministério da Previdência Social, havia 1,36 milhão de benefícios temporários em vigor (incapacidade administrativa e análise administrativa).

Essa iniciativa faz parte de uma série de revisões cadastrais que o governo tem realizado nos últimos meses, incluindo beneficiários do Bolsa Família e de benefícios permanentes do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).




05/07/2024 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
BATIDÃO DA CULTURA