NOTÍCIAS


Professora de Florianópolis é atropelada e morta por ambulância na faixa de pedestres

Uma tragédia ocorreu em Florianópolis quando uma professora de inglês, reconhecida por seu amor e profissionalismo, foi atropelada e morta por uma ambulância dos bombeiros enquanto atravessava a faixa de pedestres na Avenida Beira-Mar Norte, acompanhada de seu cachorro de estimação.

O trágico incidente aconteceu na segunda-feira, dia 22, e seu falecimento foi confirmado na terça-feira, dia 23. O Colégio Catarinense, onde a professora lecionava, emitiu uma nota lamentando profundamente sua morte, destacando que ela era admirada por todos na instituição.

Carolina Santana, de 44 anos, trabalhava no colégio há aproximadamente um ano. A notícia de sua morte foi comunicada aos pais por meio de uma mensagem da instituição e também divulgada pela assessoria de comunicação. O velório ocorreu na tarde de terça-feira, em Florianópolis.

O Corpo de Bombeiros também expressou seu pesar pela perda e informou que um boletim de ocorrência foi registrado, destacando que todas as circunstâncias estão sendo devidamente investigadas.

De acordo com a corporação, a ambulância estava transportando uma vítima de agressão de Biguaçu, na região metropolitana de Florianópolis. O paciente tinha sido levado a uma unidade de pronto-atendimento do município, mas devido à gravidade do caso, precisou ser encaminhado ao Hospital Celso Ramos, na capital.

Durante o deslocamento, a ambulância acabou atingindo a professora. O motorista havia reduzido a velocidade ao atravessar o cruzamento e, ao avistar a mulher, tentou desviar, chegando a colidir com o meio-fio e estourar um pneu.

Infelizmente, a vítima foi atingida na cabeça pela lateral da ambulância e caiu imediatamente. Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Nota do Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina lamenta imensamente o falecimento da vítima de acidente de trânsito envolvendo uma ambulância da corporação, ocorrido na tarde de segunda-feira, 22 de maio.

Nós que na maioria das vezes estamos na outra ponta das tragédias, socorrendo e lutando pela sobrevivência das vítimas até o último fio de esperança, colocando nossas próprias vidas em risco no afã de proteger e salvar vidas alheias, inclusive, em algumas vezes, tombando em prol da sociedade, nesse momento que a consternação nos preenche, prestamos nossos mais sinceros sentimentos de pesar.

Agora, nossa maior preocupação é o acompanhamento e acolhimento da família da vítima, bem como o apoio psicológico aos bombeiros que estavam na viatura.

Diante de todos os fatos, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina ao passo que lamenta profundamente o ocorrido, trabalhará arduamente para minimizar o sofrimento de todos, profissionais, instituição, sociedade catarinense e, principalmente, a família enlutada.




24/05/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
TARDE ALEGRE