NOTÍCIAS


Vacina contra a dengue terá público prioritário entre 6 e 16 anos, anuncia Ministério da Saúde

Estratégias de imunização serão discutidas em reuniões com Estados e municípios devido à limitação de doses.

O Ministério da Saúde divulgou que a vacinação contra a dengue, a ser realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de fevereiro, priorizará crianças e jovens de 6 a 16 anos. A decisão foi baseada em recomendações técnicas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e discutida pela Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI).

Embora a aquisição total da vacina Qdenga, da farmacêutica japonesa Takeda, seja de 5,2 milhões de doses, o governo espera contar com 6 milhões de imunizantes disponíveis para distribuição em 2024, considerando doações do laboratório. No entanto, devido à necessidade de aplicação em duas doses, apenas 3 milhões de pessoas poderão ser protegidas este ano.

O diretor do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Eder Gatti, reconheceu o desafio da baixa quantidade de doses disponíveis e ressaltou a importância da discussão para determinar o público-alvo específico dentro da faixa etária estabelecida pela OMS.

O Brasil, que enfrentou uma alta histórica de casos de dengue em 2023, busca implementar estratégias eficazes de vacinação para combater a doença, que foi classificada pela OMS como a de maior incidência no país até o final do ano passado.




16/01/2024 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
ALEGRIA DA CIDADE