NOTÍCIAS


VÍDEO: Morador de rua morre à facadas em plena luz do dia em Blumenau, entenda o caso

Neste final de semana, imagens e áudios chocantes de um homicídio à luz do dia em frente ao Supermercado Giassi, em Blumenau, ganharam repercussão nos noticiários e em aplicativos de mensagens.

Vamos trazer aqui a versão oficial apresentada pela Polícia Militar e também a versão da defesa do autor dos ataques.

Na tarde de sexta-feira (3/11/23), a PM recebeu um chamado e se dirigiu até a Rua Antonio da Veiga, no bairro Victor Konder, em Blumenau. Quando os policiais militares chegaram ao local, eles encontraram o suspeito do crime, um homem de 41 anos, e o prenderam.

A vítima, um homem de 29 anos, estava caído no chão com uma faca cravada em seu peito. Uma equipe do SAMU confirmou o óbito quando chegou ao local para prestar apoio à ocorrência.

Com base nos depoimentos de testemunhas e do próprio autor do homicídio, a dinâmica se deu da seguinte forma: o suspeito estava a caminho do Supermercado com sua filha de 3 anos quando foram abordados pela vítima, que ofereceu uma paçoca à criança. Após uma discussão, o pai e a criança entraram no estabelecimento.

Ao saírem do mercado, uma nova discussão entre o pai da criança e o morador de rua resultou no ataque, com o homem desferindo vários golpes de faca na vítima. O suspeito ficou com lesões na mão esquerda, possivelmente decorrentes do uso da arma. Ele foi encaminhado ao hospital para tratamento médico e, em seguida, à Central de Polícia Civil.

A defesa do suspeito, por sua vez, alega que o homem agiu em defesa da sua filha de 3 anos, já que o morador de rua teria chutado o carrinho da criança em um primeiro momento e após, na segunda discussão, teria ameaçado o homem com uma faca.

Todos os depoimentos coletados, imagens das câmeras de vigilância e registros de testemunhas foram entregues à Polícia Civil, que também esteve presente no local.

No sábado, a justiça decidiu manter o homem preso preventivamente por devido a periculosidade social e da gravidade da ação, que causou forte temor na comunidade. Na decisão, o juiz destacou que a prisão preventiva se mostrou necessário também para preservar a credibilidade da justiça, tendo em vista que se busca, por ora, amenizar os resultados nefastos do crime.

Confira o vídeo:




06/11/2023 – Cultura FM

COMPARTILHE

SEGUE A @RADIOCULTURATIMBO

NO AR:
TARDE ALEGRE